Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

O QUE OS ADOLESCENTES ESTÃO LENDO

O que os adolescentes estão lendo
Seus filhos têm hábito de leitura? Que ótimo! Se não, listamos os livros mais procurados por garotos e garotas para você incentivar a leitura em casa
A leitura é um hábito importante em qualquer fase, em qualquer idade. Crianças, jovens, adultos e idosos encontram nos livros momentos de pura diversão. Sim, isso mesmo!

Até os adolescentes, que vivem às voltas com videogames, computadores e outros recursos tecnológicos, têm engrossado a lista de clientes de livrarias em busca de aventuras, romances e magia.  E vale a pena estimular esse hábito. Além de incentivar a criatividade, aprimorar a linguagem e enriquecer o vocabulário, as histórias podem ser fonte de aprendizado pessoal, ao abordar temas que afligem o jovem nessa fase, como o bullying e as angústias do primeiro amor. Mas assim como os pais se informam sobre um filme para saber se ele é adequado ao seu filho, a escolha do livro também merece cuidado. “Sempre consulto os site das livrarias antes de com…

GERAÇÃO Y ESTÁ PRONTA PARA MUDAR O MUNDO

Geração Y
Eles já foram acusados de tudo: distraídos, superficiais e até egoístas. Mas se preocupam com o ambiente, têm fortes valores morais e estão prontos para mudar o mundo RITA LOIOLA

















Priscila só faz o que gosta. Francis não consegue passar mais de três meses no mesmo trabalho. E Felipe leva a sério esse papo de cuidar do meio ambiente. Eles são impacientes, preocupados com si próprios, interessados em construir um mundo melhor e, em pouco tempo, vão tomar conta do planeta. Com 20 e poucos anos, esses jovens são os representantes da chamada Geração Y, um grupo que está, aos poucos, provocando uma revolução silenciosa. Sem as bandeiras e o estardalhaço das gerações dos anos 60 e 70, mas com a mesma força poderosa de mudança, eles sabem que as normas do passado não funcionam - e as novas estão inventando sozinhos. "Tudo é possível para esses jovens", diz Anderson Sant'Anna, professor de comportamento humano da Fundação Dom Cabral. "Eles querem dar sentido à vida, e r…

PIOR DO QUE O AMOR QUE ACABA É O AMOR QUE VIRA DO AVESSO

Pior do que o amor que acaba é o amor que vira do avessoA gente ama. Ama loucamente. Com todos os poros e células, com cada gota de sangue, de suor e lágrima. Ama com unhas e dentes. Ama tudo de alguém, assim, sem porquês, sem saída ou explicações convincentes. Encontra o amor para perder a razão, o discernimento, o senso comum e tantas outras coisas. Quando nos lançamos à sorte daqueles que amam, raramente nos protegemos das intempéries. Acontece que, às vezes, o amor é marquise, outras, tempestade em alto mar.
Mas enquanto você estiver acompanhado, tudo bem. Ruim é quando os dois se desprendem e se despedem. O amor vai embora, parte pra outra, deixando um rastro de lembranças bonitas ao longo do caminho. Então, a vida segue o seu curso com dias de sol e chuva, e um entra e sai de gente que nos faz acreditar, com o passar do tempo, que é possível amar outra vez.
Triste mesmo é aquele amor que se modifica, que perde a essência e dá origem ao oposto do que foi em outras épocas. É melhor …

A DIFICULDADE DA GERAÇÃO X EM EDUCAR SEUS FILHOS

A dificuldade da geração X em educar seus filhos
Publicado: 19/05/2015 12:53 BRT
Por Anjali Enjeti

Você se lembra de quando éramos crianças, certo?
Usávamos nossas chaves de casa penduradas no pescoço, como se fossem coleiras. Voltávamos da escola sozinhos, a pé, e entrávamos em casa sozinhos, antes de nossos pais chegarem do trabalho. Atravessávamos cruzamentos movimentados no horário do rush para comprar cigarros de chiclete com o troco das latas de refrigerante vazias.
Nossos playgrounds eram construções, montes de terra, riachinhos cheios de cobras e tartarugas que colecionávamos para ser nossos bichos de estimação. Subíamos em árvores, sujávamos nossas roupas de lama, escalávamos as cercas que separavam os quintais dos nossos vizinhos. Passávamos o verão descalços; as solas dos nossos pés viviam pretas como carvão, e a sujeira se acumulava debaixo das unhas dos nossos pés. Skates, patins e bicicletas definiam o limite de até onde podíamos andar -nossos pais, que faziam parte da geraçã…

A REVOLUÇÃO SEXUAL : O DIREITO AO PRAZER E SUAS CONSEQUÊNCIAS

A primeira revolução sexual