Pular para o conteúdo principal

"SÓ PARA GAROTOS" LIVRO ENSINA MANOBRAR SKATE E PILOTAR HELICÓPTERO

 
Garotos aprendem a dar nó na gravata e a andar de skate
Garotos aprendem a dar nó na gravata e a andar de skate


Quando ainda não se é um adolescente, mas também não deixou a infância para trás, o comportamento pode ser um mistério. Meninos querem impressionar, mesmo não tendo certeza se as meninas continuam aquelas criaturas chatas. O grupo também ganha importância nesse período.
"Só para Garotos" é um livro dedicado a essa fase da vida e ensina como ser o melhor em tudo. Com um baralho de mágica, mostra como realizar manobras no skate e dar nó na gravata. Outras atividades não são muito úteis, como insultar alguém sem que percebam e dirigir um helicóptero.
Os autores Dominique Enright e Guy Mcdonald são responsáveis por séries infantis, algumas delas de sucesso na Inglaterra. Enright também se dedica ao público adulto, com coleções de poesias de grandes autores.
Descubra abaixo como fazer um "ollie", insultar alguém e pilotar um helicóptero:
*
COMO FAZER UM OLLIE


Divulgação


Esta técnica e a base para a maioria das manobras de skate. Permite ao skatista pular sobre um obstáculo, um degrau ou uma mureta enquanto, durante todo o tempo, o skate parece estar grudado aos seus pés.
1. Já em cima do skate e com ele em movimento, coloque um pé na cauda (parte de trás) do skate e o outro na metade entre o nariz (parte da frente) do skate e a cauda.
2. Abaixe-se e se prepare para pular. Tome impulso na cauda do skate com o pé de trás.
3. Agora endireite as pernas, pulando efetivamente no ar. A forca descendente na cauda fará o skate avançar com seu pé da frente.
4. Conforme o skate se ergue, deslize seu pé da frente em direção ao nariz. Então, com esse pé, empurre o nariz.
5. Levante seu outro pé para permitir que a cauda suba à medida que a força descendente é aplicada no nariz.
6. O skate agora ficara nivelado conforme você alcança o máximo do salto. Depois a gravidade agirá, e você e o skate descerão.
7. Conforme você descer, dobre as pernas de novo para absorver o impacto da aterrissagem.
COMO INSULTAR ALGUÉM SEM SER DAR MAL
Com esta sarcástica lista de comentários bacanas, nunca lhe faltará o que dizer para amigos confiantes demais. E você nunca se dará mal porque eles não estarão familiarizados com as palavras que você usará. Até mesmo seu professor ficará perplexo e impressionado.
Mocorongo - muito estúpido, idiota: "Como você é um mocorongo!".
Cacófano - barulho desagradável: "Que cacófano é esse que minha irmã está fazendo?".
Lolita - um atrativo em particular: "Ela não tem nenhuma Lolita em sua saia".
Tecnófilo - quem despreza ou rejeita tecnologias: "Meu pai odeia celular. Realmente ele é um tecnófilo!"
COMO PILOTAR UM HELICÓPTERO
Um helicóptero pode se deslocar para cima e para baixo, para frente e para trás e para os lados. Pode ainda rodar 360 graus, ficar parado num ponto do céu e pairar... e, pairando no ar, é capaz de girar. Como piloto de avião, você deve ficar o mais alerta possível para ser capaz de operar e controlar o movimento do aparelho.
1. Em uma mão, você tem a alavanca de comando coletivo (pitch stick). Isto se ajusta aos rotores principais de forma que permite ao helicóptero subir e descer. Ela também controla a velocidade do motor.
2. Na outra mão, está o pitch ciclico. Este controle faz o rotor principal inclinar para que você possa puxar o helicóptero para trás, para frente e para os lados.
3. Seus pés ficam nos pedais que controlam o rotor da cauda. Isto permite que o helicóptero vire para qualquer direção.
Para aperfeiçoar seu voo evitando giros perigosos e inesperados, mergulhar nesta ou naquela direção e ascensões aos trancos e quedas no ar, você deve fazer suas mãos e seus pés trabalharem em conjunto a fim de que o helicóptero siga o que você quiser.
*
Só para Garotos
Autor: Dominique Enright, Guy Mcdonald
Editora: Lua de Papel
Páginas: 164
Quanto: R$ 24,90

Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/

Postagens mais visitadas deste blog

A ADOLESCÊNCIA E O DESPERTAR DA SEXUALIDADE

Eu e o Sexo:Tanto os pais como os professores encorajam para que eles tenham boas notas, aconselham a escolher cuidadosamente a sua área de estudo, pensar na média para fazer o curso; noutras palavras que construam um projecto de vida académico e profissional, mas esquecem-se daquilo que, hoje em dia, dá mais problemas: A Sexualidade. Esta fica num vácuo. Por vezes parece que as únicas alternativas oferecidas aos adolescentes, neste campo, são: a entrega para a mão de um preservativo, ou de uma embalagem de pílulas contraceptivas, com a mensagem (inconsciente) de: “Faz o que quiseres! Mas não me apareças em casa grávida ou doente!”, ou de não falar em nada relacionado com a sexualidade, com medo de lhes dar ideias.

Nesta idade os rapazes interessam-se pelo que está a acontecer com o seu corpo. Gostam de saber que a sua coordenação física, consequência do surto do crescimento que sofrem, é temporária e que vão voltar a ser uns azes no seu desporto favorito; que o tamanho do pénis não é…

AUTOMUTILAÇÃO,UM FLAGELO DOS JOVENS NO MUNDO CONTEMPORÂNEO

O QUE É A AUTOMUTILAÇÃO ?

Automutilação (AM) é definida como qualquer comportamento intencional envolvendo agressão direta ao próprio corpo sem intenção consciente de suicídio. Os atos geralmente têm como intenção o alívio de dores emocionais e em grande parte dos casos, estão associados ao Transtorno de Personalidade Borderline. As formas mais frequentes de automutilação são cortar a própria pele, bater em si mesmo, arranhar-se ou queimar-se. A automutilação é comum entre jovens e adolescentes que sofrem pressão psicológica.


DefiniçãoAutomutilação refere-se a comportamentos onde demonstráveis feridas são autoinfligidas. A maioria das pessoas que se automutilam estão bastante conscientes de suas feridas e cicatrizes e tomam atitudes extremas para escondê-las dos outros. Eles podem oferecer explicações alternativas para suas feridas, ou tapar suas cicatrizes com roupas. A pessoa que se automutila não está, usualmente, querendo interromper sua própria vida, mas sim usando esse comportamen…

"ESSA É UMA GERAÇÃO QUE QUER DESCONTRUIR",SEGUNDO PAULA LIMENA CURY AUTORA DO LIVRO THE MILLENIAL MIND

Formada em psicanálise, marketing e moda, Paula Limena Cury é diretora de projetos na Archetype Discoveries Worldwide, nos Estados Unidos, companhia que tem como clientes mais de 50 das empresas do ranking Fortune 100, entre outras (Foto: Arquivo pessoal)“Essa é uma geração que quer desconstruir“A passagem do mundo analógico para o digital criou um abismo inédito entre a forma de pensar das gerações. A “geração do milênio” não é responsável por tudo o que é ruim, alerta a autora do livro The Millenial Mind. Individualistas, hiperconectados, desfocados, preguiçosos e perturbadores do sistema. Essas são as características mais repetidas para definir a “geração Y” ou “geração do milênio” – pessoas nascidas entre 1980 e meados de 1990. Mas a brasileira Paula Limena Cury não concorda com nada disso. Usando da sua formação em psicanálise e marketing, a especialista em projetos de branding, inovação e estratégia desconstrói esses rótulos em seu livro The Millennial Mind (“A Mente Millennial”,…